Curiosidades

O que é o Dia dos Mortos comemorado no México?

O Dia dos Mortos no México, ao contrário do que parece ser, é uma data comemorativa para celebrar a vida daqueles que já se foram: mas tudo isso com muita música, comida, dança e alegria.

Essa data é uma das mais tradicionais do país e é comemorada muito antes de o México ter sido colonizado pelos espanhóis.

Você certamente já deve ter visto alguma decoração com caveiras mexicanas, coloridas, com flores, mórbidas e ao mesmo tempo muito bonitas. Elas são a principal representação do “Dia de los Muertos”.

Inclusive, o México recebe milhares de turistas todos os anos durante essa celebração, que oferece diversas programações culturais, música e muita festa em várias cidades do país.

Diferentemente do Dia dos Finados no Brasil ou do Halloween nos Estados Unidos, essa celebração no México tem como objetivo comemorar um ciclo fechado por pessoas que já morreram, de uma forma muito mais leve e alegre.

Tradicionalmente, as festas acontecem nos dias 1 e 2 de novembro. Mas de onde surgiu o Dia de los Muertos? Acompanhe o post a seguir e saiba mais!

Qual é a origem do Dia dos Mortos no México?

dia_dos_mortos_no_mexico

Essa tradição começou muito tempo atrás, antes mesmo da colonização do México pelos espanhóis.

Estudiosos acreditam que civilizações antigas, como os maias e totonacas celebravam um dia do ano em homenagem àqueles que voltavam à Terra para rever seus entes queridos.

Essas civilizações não acreditavam em céu ou inferno, como na religião católica. Muito menos que as atitudes em vida determinavam o destino de cada alma.

No entanto, eles acreditavam que a forma como a pessoa morreu poderia influenciar como ela voltaria para a Terra.

Não se sabe ao certo quando a tradição surgiu, mas esse povo acreditava que todo dia primeiro as crianças voltam, e os adultos no dia seguinte.

Na segunda quinzena de outubro, já é possível encontrar várias casas e estabelecimentos decorados.

Até porque, esse evento atrai mais de 7 milhões de pessoas todos os anos e movimenta mais de 200 milhões de dólares!

Vai viajar e conhecer o México no Dia de los Muertos? Vá com um seguro viagem!

Para viajar ao México e curtir ao máximo a celebração em segurança, só existe uma forma: viajar com um seguro viagem!

Não é obrigatório contratar um para viajar ao México. No entanto, é sempre recomendado ter um, mesmo que você viaje para dentro do próprio Brasil.

Afinal, qualquer problema pode se tornar uma grande dor de cabeça quando não se tem um seguro viagem, como uma bagagem extraviada, cancelamento de voo, ou qualquer emergência médica.

Um seguro viagem cobre todo tipo de problema que você possa imaginar. Por isso, recomendamos que você não saia de casa sem o seu! Veja aqui como contratar.

Como é celebrada essa data?

Como mencionado, o Dia de los Muertos está longe de ser uma data fúnebre que homenageia à morte. Pelo contrário: apesar do nome, ela celebra a vida mais do que qualquer outra coisa.

A cultura mexicana é muito parecida com a oriental nesse sentido. Não, os japoneses não têm um Dia de los Muertos.

Porém, ambos entendem que o ser humano está na Terra para cumprir um ciclo, e quando ele o faz, é digno de comemoração.

A festa no México tem uma grande fartura de bebidas e comida. Essa tradição vem desde o período pré-colombiano, pois as antigas civilizações acreditavam que os mortos voltavam um dia à Terra para desfrutar das oferendas.

Essas oferendas eram dos alimentos e bebidas preferidas das pessoas que morreram.

Além disso, elas eram colocadas em altares com fotos e velas dos entes queridos. Se você gosta de animações, recomendamos que assista ao desenho “Viva, a vida é uma festa” da Pixar, que conta a história dessa celebração.

Um dos principais alimentos servidos nessas festas são os tamales, muito parecidos com a pamonha brasileira.

Há também o pan de muerto, uma espécie de pão feito com anis e açúcar. Ele é muito apreciado no país como sobremesa após o almoço ou para acompanhar o chá da tarde.

As tradições da celebração

Além dos comes e bebes, as pessoas (em especial as mulheres) pintam o rosto com uma maquiagem de caveira para se transformas nas “Catrinas”, que são as mulheres-esqueleto.

São montados então altares para os mortos, com fotos, pratos, jarros de água, sais, frutas, bebidas e outros alimentos típicos da celebração.

Algumas pessoas também colocam tapetes para que as almas possam descansar. No caso de crianças, são colocados também brinquedos para que eles possam brincar um dia mais.

O Dia de los Muertos é celebrado praticamente no México inteiro, mas a tradição é mais forte em algumas cidades, como na Cidade do México.

Os principais pontos em que as festas se concentram são no Parque Chapultepec, Museu Diego Rivera e a praça de Coyoacán.

Já no estado de Puebla, a festa dura geralmente de 6 a 7 dias, e cada dia é destinado a um grupo de falecidos (como crianças, adultos, idosos). Além disso, em Puebla os dias também são divididos de acordo com a causa da morte de cada ente querido.

Por exemplo, no dia 28 de outubro, são homenageadas as pessoas que morreram em um acidente aéreo. Já no dia 30 de outubro, são homenageados os que morreram afogados.

No dia 29 são lembrados todos aqueles que morreram em algum incidente envolvendo algum tipo de violência, e as crianças são homenageadas nos dias 1 e 2 de novembro.

É muito comum também que algumas pessoas façam serenatas com seus violões e violas nos túmulos dos mortos.

Como você viu, não há nada de fúnebre nessa celebração!

Ficou com vontade de conhecer? Comece a planejar sua viagem para o México! Só não se esqueça que é importante garantir o seu seguro viagem antes de preparar as malas. Saiba mais aqui!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *